Quimioterapia e o sistema imunológico

Seu corpo é composto de trilhões de células vivas que crescem, se dividem e morrem de forma ordenada.1

Enquanto nos primeiros anos de vida as células se dividem mais rapidamente, na fase adulta, a maioria das células se divide apenas para substituir células desgastadas, que morrem ou para reparar danos. 1

O câncer acontece quando as células de algum órgão ou tecido do corpo começam a crescer fora de controle, formando novas células imperfeitas e podendo, inclusive, invadir outros tecidos. 1

Multiplicação de células saudáveis
O que é cancer

O tratamento do câncer pode envolver diferentes abordagens como quimioterapia, hormonoterapia, cirurgias, radioterapia etc. Esses tratamentos podem causar efeitos colaterais que dependem de múltiplos fatores, podendo ser diferentes quanto a intensidade e duração. 2,3

A quimioterapia é uma opção porque enfraquece o desenvolvimento das células com crescimento desordenado. Acontece que, ao fazer isso, esse tipo de terapia também atinge outras células saudáveis do corpo o que pode causar, entre outros efeitos, perda de cabelo, enjoo, febre e o favorecimento de infecções. 2,3

E a febre pode ser um sinal importante da neutropenia, uma complicação frequente da quimioterapia, já que um dos tipos de células mais afetado são os glóbulos brancos, que defendem nosso organismo de infecções. 3,4,5

O que é

A Neutropenia acontece quando o nível de neutrófilos, um tipo de glóbulo branco, está abaixo da normalidade. Essa célula é essencial no combate das infecções, destruindo bactérias, vírus e fungos. 2

Isso quer dizer que, quando alguém tem neutropenia, está mais suscetível a desenvolver infecções. 2

O câncer pode causar neutropenia pelos seguintes motivos:

Quando a quimioterapia afeta a medula óssea, que deixa de produzir os elementos do sangue, reduzindo a produção de neutrófilos.

Quando a quimioterapia afeta a medula óssea, que deixa de produzir os elementos do sangue, reduzindo a produção de neutrófilos.2

Alguns tipos de câncer, como a leucemia, linfoma e mieloma, também afetam diretamente a medula óssea.

Alguns tipos de câncer, como a leucemia, linfoma e mieloma, também afetam diretamente a medula óssea.2

No caso de radioterapia, especialmente dos ossos, pélvis, pernas, tórax ou abdome.

No caso de radioterapia, especialmente dos ossos, pélvis, pernas, tórax ou abdome.2

A neutropenia é classificada em quatro graus, sendo o quarto o mais grave 6:

2 a 3x109 células/L

Grau I 3x109 células/L;

2 a 3x109 células/L

Grau II 2 a 3x109 células/L;

1 a 2 x109 células/L

Grau III 1 a 2 x109 células/L;

<1x109células /L

Grau IV <1x109 células /L;

Quando associada à febre, tem-se a neutropenia febril induzida por quimioterapia, um quadro ainda mais grave, com necessidade de hospitalização e uso adicional de antibióticos. 6

A neutropenia pode afetar a qualidade de vida da pessoa em tratamento de câncer, além de implicar em reduções de doses e atrasos nos ciclos da quimioterapia, podendo, inclusive, diminuir a eficácia do tratamento. 6

Sintomas e Fatores de Risco

A neutropenia costuma não causar nenhum sintoma, por isso, é muito comum que pacientes só descubram que têm neutropenia pelo exame de sangue ou quando uma infecção se desenvolve. 2

Se você está fazendo quimioterapia, é comum que o seu médico solicite exames de sangue regularmente para fazer esse monitoramento. Mesmo assim, vale a pena conversar com ele e pedir ajuda caso você apresente alguns dos sintomas abaixo: 2

febre Febre

Arrepios ou transpiração Arrepios ou transpiração

Dor de garganta ou úlceras na boca Dor de garganta ou úlceras na boca

Dor abdominal Dor abdominal

Diarreia Diarreia

Feridas ao redor do ânus Feridas ao redor do ânus

Dor ou ardor ao urinar Dor ou ardor ao urinar

Tosse ou dificuldade respoiratória Tosse ou dificuldade respiratória

Vermelhidão, inchaço ou dor, especialmente em torno de um corte, ferida ou do cateter. Vermelhidão, inchaço ou dor, especialmente em torno de um corte, ferida ou do cateter

Corrimento anormal ou coceira vaginal Corrimento anormal ou coceira vaginal

Além do risco da quimioterapia e do próprio câncer, seu médico pode considerar alguns fatores para avaliar seu risco para neutropenia: 7

  • Paciente idoso (acima dos 65 anos);
  • Quimioterapia ou radioterapia prévia;
  • Neutropenia preexistente ou envolvimento da medula óssea com tumor;
  • Infecção/ferida aberta;
  • Cirurgia recente;
  • Função renal deficiente;
  • Disfunção hepática;
  • Condições preexistentes.

Tratamento e prevenção

O tratamento da neutropenia depende da sua causa e gravidade.

Tratamento

Por exemplo, alguns dias após o ciclo quimioterápico, o paciente costuma se recuperar sem necessidades de tratamento específico. Entretanto, se há o desenvolvimento da neutropenia, o novo ciclo de quimioterapia pode ser adiado ou ainda recomeçar com uma dose menor.2,7

Já pacientes com quadros mais graves podem precisar de medicamentos antibióticos para conter ou evitar uma infecção no organismo, por exemplo. 2,7

Em alguns casos, pessoas que realizam alguns tipos de quimioterapia podem precisar realizar tratamentos complementares para recompor o sistema imunológico que é afetado com o procedimento para combater as células cancerígenas. 7,8

O procedimento é indicado para os pacientes que têm risco de desenvolver neutropenia ou neutropenia febril, estimulando a medula óssea a produzir mais glóbulos brancos, que ajudam a combater infecções no corpo. 7,8

O tratamento, além de acelerar a recuperação do sistema imunológico, permite que o período entre as sessões de quimioterapia seja menos espaçoso, utilizando o seu maior potencial. 7,8

Mitos e Verdades

Mito

Neutropenia não é perigosa

Mentira! Neutropenia é uma doença que merece atenção, pois ela aumenta o risco de infecções podendo até levar a morte em casos mais graves. Por isso, é importante ficar em alerta aos sintomas e monitorar de perto seus níveis de neutrófilos junto com o seu médico.2,6

Verdade

Neutropenia não é perigosa

Verdade! A neutropenia, principalmente em casos oncológicos, pode ser prevenida por meio tratamentos complementares para recompor o sistema imunológico.7,8

Verdade

Neutropenia não é perigosa

Verdade! Apesar de os tratamentos para o câncer terem o objetivo erradicar completamente o tumor ou proporcionar alívio dos sintomas, também podem provocar alguns efeitos adversos, como a neutropenia. 2,6 A neutropenia pode surgir em pacientes em tratamento para o câncer devido à toxicidade das drogas usada para controlar o processo de multiplicação das células cancerígenas.2,6

Referências

  1. SOCIEDADE BRASILEIRA DE CANCEROLOGIA. Conheça as categorias do câncer. 2016. Disponível em: http://www.sbcancer.org.br/conheca-as-categorias-de-cancer/ Acesso em: 15 fev. 2022.
  2. ONCOGUIA. Neutropenia. 24/03/2013. Disponível em: http://www.oncoguia.org.br/conteudo/neutropenia/1335/109/ Acesso em: 15 fev. 2022.
  3. FERREIRA JN, CORREIA LRBR, OLIVEIRA RM, WATANABE SN, POSSARI JF, LIMA AFC. Managing febrile neutropenia in adult cancer patients: an integrative review of the literature. Revista Brasileira de Enfermagem [Internet]. 2017;70(6):1301-8. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/0034-7167-2016-0247 Acesso em: 15 fev. 2022.
  4. CAGGIANO, V., WEISS, R.V., RICKERT, T.S. AND LINDE-ZWIRBLE, W.T. Incidence, cost, and mortality of neutropenia hospitalization associated with chemotherapy. Cancer, 103: 1916-1924, 2005. https://doi.org/10.1002/cncr.20983 Acesso em: 15 fev. 2022.
  5. INSTITUTO NACIONAL DE C NCER. Tratamento de câncer: Quimioterapia. [S. l.], 4 ago. 2021. Disponível em: https://www.inca.gov.br/tratamento/quimioterapia Acesso em: 15 fev. 2022.
  6. MOCELLIN CONTE, F.; SGNAOLIN, V.; SGNAOLIN, V. Neutropenia Associada ao Tratamento do Câncer de Mama: Revisão Integrativa da Literatura. Revista Brasileira de Cancerologia, [S. l.], v. 65, n. 3, p. e-11307, 2019. DOI: 10.32635/2176-9745.RBC.2019v65n3.307. Disponível em: https://rbc.inca.gov.br/revista/index.php/revista/article/view/307 Acesso em: 15 fev. 2022.
  7. Diretrizes de Prática Clínica da NCCN em Oncologia (Diretrizes da NCCN®) para Fatores de Crescimento Mieloide V.2.2019. © National Comprehensive Cancer Network, Inc. 2019.
  8. ONCOGUIA. Como Evitar Infecções durante a Quimioterapia?. [S. l.]: Equipe Oncoguia, 30 jun. 2014. Disponível em: http://www.oncoguia.org.br/conteudo/infeccao/211/109/. Acesso em: 15 fev. 2022.
  9. Mancini Natália. O tempo varia conforme as características da célula cancerosa. Por isso, é importante realizar exames de rotina [Internet]. Revista Abrale On-line; 15 de junho de 2021. [acesso em: 31 de março de 2022]. Disponível em: https://revista.abrale.org.br/em-quanto-tempo-o-desenvolvimento-do-cancer-acontece/.
  10. INCA - Instituto Nacional de Câncer. O que é câncer? [Internet]. 30 de novembro de 2020 [acesso em: 31 de março de 2022]. Disponível em: https://www.inca.gov.br/o-que-e-cancer.

EFEX-2022-0005-FEV/2022