O que é

A Osteoartrite, também conhecida como Artrose, é uma doença relacionada com a lesão degenerativa da cartilagem articular. Pode acometer cerca de 6 a 12% da população adulta e mais de um terço da população acima de 65 anos. 1,2,3

A função das nossas cartilagens, como um todo, é fazer com que duas extremidades ósseas deslizem com facilidade sem que haja atrito. A artrose é justamente quando ocorre o desgaste dessa cartilagem, facilitando com que um osso bata no outro quando ocorre um movimento. 1,2

Fatores de Risco

Assim como em qualquer outro problema de saúde, há alguns fatores que podem tornar uma pessoa mais suscetível a desenvolver a artrose. 3,4

Fatores não controláveis

  • Idade: acima de 45 anos;
  • Sexo: feminino;
  • Etnia: negros, brancos e orientais;
  • Hereditariedade.
  • Fatores de risco modificáveis
  • Obesidade;
  • Grande ganho de peso;
  • Traumatismo maior sobre a articulação;
  • Sobrecarga articular resultante de atividades profissionais ou de lazer;
  • Comorbidades clínicas;
  • Cirurgia articulares prévias;
  • Esportes de contato;
  • Alterações anatômicas.


Prevenção

A promoção de hábitos saudáveis é a melhor forma de prevenir a doenças. A prática de exercícios, como musculação, aeróbico e treino de resistência, é uma ótima alternativa para fortalecer os músculos e proteger as articulações, além de aumentar a densidade óssea a diminuir as dores e elevar o condicionamento cardiovascular. 5,6

A prevenção ou atraso da Artrite envolve mudanças no estilo de vida que podem prevenir essa e outras doenças. Entre as principais atitudes para a prevenção estão5,6:

  • Tratar doenças existentes;
  • Controlar o peso;
  • Praticar atividades físicas com orientação médica.


Sinais e Sintomas

A artrose é uma doença crônica de evolução lenta. Dessa forma, alguns de seus sintomas iniciais desenvolvem-se de forma discreta e, muitas vezes, acabam passando despercebidos pelo paciente. ¹


A sua principal manifestação clínica é a dor articular que, no início, pode se apresentar como uma dor articular de curta duração, sensação de juntas pesadas ou uma ferroada passageira. Essa sensação, geralmente, melhora com o movimento1. À medida que a doença evolui, os episódios dolorosos podem se repetir com mais intensidade e duração. Já nos casos mais avançados, há perda total da cartilagem articular, apresentando dor intolerável ao mais leve movimento. 1

A artrose também pode apresentar outros sintomas como¹:

  • Aumento de volume;
  • Inchaço nas juntas;
  • Calor local;
  • Ruídos ao fazer movimentos.


Diagnóstico

O diagnóstico da artrose é essencialmente clínico. Além da conversa com o paciente e o exame físico, o médico pode solicitar exames complementares como exames de imagem. 3,4

Tratamento

O tratamento da artrose deve respeitar toda complexidade da doença, exigindo uma abordagem multiprofissional, para: Alívio dor3,4;

  • Diminuição da incapacidade;
  • Desaceleração da progressão da doença;
  • Evitamento de complicações secundárias;
  • Retardamento do tratamento cirúrgico.

Sobretudo, o tratamento atual para a doença é direcionado para o alívio da dor e pode incluir3,4:

  • Exercícios;
  • Perda de peso;
  • Programa educativo;
  • Medicações;
  • Terapias intra-articulares;
  • Terapia psicológica;
  • Cirurgia protética.


Referências

  1. Sociedade de Reumatologia do Rio De Janeiro. Principais Doenças Osteoartrite (Artrose). 2022. Disponível em: http://reumatorj.com.br/doencas/osteoartrose-atrose/ . Acesso em: 17 fev. 2022.
  2. Sociedade Brasileira de Reumatologia. Osteoartrite (Artrose) Cartilha para pacientes. Comissão de Osteoartrite da Sociedade Brasileira de Reumatologia, 2011. 21 f. Disponível para download em: https://www.reumatologia.org.br/doencas-reumaticas/osteoartrite-artrose/ . Acesso em: 17 fev. 2022.
  3. SOUZA, Daniel Rubio; OSHIRO, Claudia Sayuri Furukawa. Princípios do Tratamento e reabilitação da osteoartrite. In: Princípios do Tratamento e reabilitação da osteoartrite. Editor, Paulo de Oliveira Duarte, José Renato G. do Amaral, 2020. Disponível em: https://app.informed.digital/conteudo/5f451e96b326d557ea80648c . Acesso em: 17 fev. 2022.
  4. Atlas Da Saúde. Osteoartrose: A mais frequente das doenças reumáticas. Portal das doenças reumáticas Ministério da Saúde, 31 out. 2019. Disponível em: https://www.atlasdasaude.pt/publico/content/osteoartrose . Acesso em: 17 fev. 2022.
  5. Artrose: Perfil de Conhecimento de Mulheres Bajeenses Sobre Prevenção, Diagnóstico e Tratamento. Brazilian Journal Of Development, Curitiba, ano 2021, v. 7, n. 9, p. 9-51, 1 set. 2021. Disponível em: ARTROSE: PERFIL DE CONHECIMENTO DE MULHERES BAJEENSES SOBRE PREVENÇÃO, DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO. Acesso em: 21 fev. 2022
  6. DUARTE, Vanderlane de Souza; SANTOS, Marcelo Lasmar dos; RODRIGUES, Kleicy de Abreu; RAMIRES, John Barreto; ARÊAS, Guilherme Peixoto Tinoco; BORGES, ; Grasiely Faccin. Exercícios físicos e osteoartrose: uma revisão sistemática. In: Exercícios físicos e osteoartrose: uma revisão sistemática. [S. l.], 3 ago. 2013. Disponível em: https://www.scielo.br/j/fm/a/wDHqKVpcRLRCrHVtmzJPQzd/?lang=pt . Acesso em: 21 fev. 2022.


GLUC-2022-0002-MAR/2022