Leitura

Será que a ansiedade e depressão podem acontecer ao mesmo tempo? Clique aqui e descubra!

O Brasil ocupa o primeiro lugar no ranking mundial de depressão e ansiedade. Isso segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), que também estima que cerca de 20% da população têm ou desenvolverá depressão ao longo de sua vida.¹

Apesar de ambas as doenças parecerem opostas, a verdade é que a depressão e ansiedade podem se manifestar ao mesmo tempo. Para que você entenda um pouco mais sobre o assunto e como isso ocorre, leia até o final.¹

A depressão e ansiedade podem ocorrer ao mesmo tempo e até é muito comum que isso ocorra, no que chamamos de transtorno misto de ansiedade e depressão. Este transtorno é uma condição psicológica conhecida pela presença das duas desordens, entretanto, para o diagnóstico não basta apenas possuir os sintomas de ambas condições.¹

É muito importante evitar, a todo custo, o autodiagnóstico. Você precisa entender que os transtornos mentais podem estar associados a diversas doenças, assim, cabe ao psicólogo diagnosticá-los.¹

Além disso, o autodiagnóstico pode piorar a sua condição, seja por medo ou até raiva por estar passando por essa situação. Então deixe o diagnóstico sempre para um profissional, ok? ¹

 

Quais são as diferenças entre ansiedade e depressão?

 

Apesar de poder se manifestar ao mesmo tempo, ambas condições, apesar de terem alguns sintomas semelhantes, apresentam algumas diferenças. Descubra, a seguir, o que é ansiedade e depressão!¹

No geral, a ansiedade é algo normal, mas o problema surge quando ela deixa de ser um simples sentido de querer que algo aconteça e passa a ser caracterizada pelo medo, te deixando sempre alerta e com sensação de que algo ruim está por acontecer.¹

Muitas vezes, os transtornos de ansiedade podem desencadear a presença de fobias, que paralisam e impedem que uma pessoa possa realizar qualquer atividade pelo medo, que pode até ser "sem sentido".¹

Quando a ansiedade passa a ser exagerada, ela é considerada uma doença que provoca nervosismo, agitação, dificuldade de concentração, preocupação excessiva, pensamento acelerado, grande foco nos problemas e não em solucioná-los, e outros sintomas.¹

A depressão se manifesta de diversas maneiras, podendo ser a presença de um humor depressivo, sentimento de culpa ou de incapacidade, pensamento em morte e suicídio, fadiga, sensação de desânimo, como se a sua energia tivesse sido sugada e muitos outros sintomas.¹

Algumas alterações no comportamento também podem ser indícios de depressão como distanciamento social, crises de choro muitas vezes sem razão lógica, comportamento suicida, retardo ou agitação psicomotora e deixar o autocuidado de lado, como se mais nada importasse.¹

Quando em um nível mais avançado, a depressão é capaz de incapacitar uma pessoa, impedindo que ela realize atividades básicas, como se alimentar, pentear o cabelo e até mesmo levantar da cama. Em muitos casos, ele pode vir acompanhado de um Transtorno de Ansiedade Generalizada, necessitando de atendimento psicológico e psiquiátrico com urgência.¹

 

Transtorno misto de ansiedade e depressão

 

Alguns sintomas de ansiedade e depressão, são bastante semelhantes, o que pode dificultar o diagnóstico. Quando os sintomas persistem por mais de 4 semanas, podem indicar o transtorno misto de ansiedade e depressão. São eles: ²

 

?        Falta de concentração;

?        Alterações do sono, como insônia ou sonolência excessiva;

?        Cansaço e falta de energia;

?        Irritação;

?        Preocupação constante;

?        Choro fácil e, muitas vezes, sem razão;

?        Estado de alerta constante;

?        Pessimismo;

?        Desesperança;

?        Baixa autoestima e sentimento de inutilidade.

 

Alguns sintomas podem estar associados a problemas de saúde, como o hipertireoidismo e até mesmo ao uso de alguns medicamentos. Por isso, é importante conversar sobre a sua saúde como um todo e sobre as medicações que você possa estar tomando. ¹,²

 

Se você chegou até aqui, certamente está buscando ajuda para você ou para alguém querido. Felizmente, estamos aqui para te ajudar a superar esses transtornos. Clique aqui e cadastre-se no programa Se Cuida para receber ainda mais apoio.

 

Material para todos os públicos.
EFEX-2022-0051-junho/2022

 

Referências:

1- Dockhorn, Vanessa. Como lidar com a ansiedade e depressão quando andam juntas?. Blog Dockhorn. 17 jul. Disponível em: https://psicologiadockhorn.com/blog/confianca-no-relacionamento-2/. Acesso em: 24 mar 2022.

2- Brotto, Thaiana F. Ansiedade, Depressão ou transtorno misto?. Psicólogo.com.br. 14 dez 2017. Disponível em: https://www.psicologo.com.br/blog/voce-conhece-o-transtorno-misto-de-ansiedade-e-depressao/. Acesso em: 24 mar 2022.