Leitura

O impacto emocional do desemprego

Apesar de ser muito presente no cotidiano dos brasileiros, o desemprego afeta não só as finanças, mas também tem um impacto emocional muito importante para algumas pessoas. Rebaixamento da autoestima, desânimo, mau-humor, insegurança, ansiedade e até mesmo depressão podem ser consequências dessa situação, que deve ser levada com muito cuidado e atenção.

Pode ser que esses sintomas venham como parte de um processo de piora da saúde emocional. Quando alguém está desempregado pode se sentir não reconhecido como parte da sociedade. Se você ou alguém próximo está passando por uma situação de desemprego, algumas dicas podem ajudar a reduzir a angústia e o estresse:

  • Avalie a situação sem ideias excessivamente negativas sobre ela, tente ser o mais realista possível;
  • Pense nos seus pontos positivos e valorize essas qualidades;
  • Atualize seu currículo e lembre-se que essa pode ser uma possibilidade de começar uma nova fase;
  • Não deixe sentimentos ruins tomarem conta de você. Entenda que as dificuldades fazem parte de qualquer processo e você não é o único passando por isso;
  • Fique perto de pessoas que fazem bem a você e tente não se isolar.

Que tal olhar de outra forma?

A perda de um emprego pode ser um grande trauma par a autoestima e identidade. Entretanto, é possível encarar essa situação como uma nova possibilidade de olhar para si mesmo e se redescobrir profissionalmente e ampliar os limites para olhar para o futuro de uma maneira diferente e empolgante.

Tente manter-se positivo. Caso o sentimento de impotência e desesperança persistirem por muito tempo, talvez seja o caso de procurar por ajuda profissional de um médico ou psicólogo que possa te dar mais suporte nesse momento.

Referências:

Cadernos de Psicologia Social do Trabalho, 10(2), 35-45 (2007) - "Refletindo sobre desemprego e agravos à saúde mental" - Pinheiro, Letícia Ribeiro Souto, & Monteiro, Janine Kieling. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-37172007000200004. Acesso em 12/06//2020.

G1 - Psicoblog - "O impacto emocional do desemprego". Disponível em: http://g1.globo.com/sp/presidente-prudente-regiao/blog/psicoblog/post/o-impacto-emocional-do-desemprego. Acesso em 12/06/2020

Revista de Administração Contemporânea, 8(4), 161-182 (2004) - "O impacto do desemprego sobre o bem-estar psicológico dos trabalhadores da cidade de Natal" - Argolo, João Carlos Tenório, & Araújo, Maria Arlete Duarte. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-65552004000400009. Acesso em 12/06/2020

PP-PCU-BRA-0307/ dezembro 2020