Leitura

Glaucoma e os cuidados com a automedicação

Sem tempo para ler? Clique no play e ouça o conteúdo. 

Glaucoma e os cuidados com a automedicação

Colírios, normalmente, são uma das opções de tratamento para o glaucoma e, provavelmente, você usa o receitado pelo seu médico, certo?

 

Apesar de serem uma forma de tratamento, os colírios, não devem ser utilizados sem a orientação de um profissional. Mesmo os vendidos sem receita médica. Principalmente quando já se tem um problema de visão.

 

Automedicar-se não deve ser uma opção para você e nós vamos explicar o porquê!

Por que é importante evitar a automedicação?

Um hábito comum é procurar por um colírio ao sentir coceira nos olhos. Porém, é importante lembrar que colírios também são medicamentos e a automedicação não é recomendada. 1, 2

 

Quando você vai a qualquer médico, recebe uma orientação correta sobre quais remédios usar, conforme o que for diagnosticado na consulta. Com o oftalmologista não é diferente. 1, 2

 

Mesmo quem já teve o glaucoma confirmado não deve se automedicar com outros remédios que não tenham sido indicados pelo seu médico. Existem vários deles, com funções e efeitos colaterais diferentes. O correto é seguir a orientação do seu médico para garantir a saúde dos olhos. 1, 2, 3

Quais são os remédios para glaucoma mais usados?

Pacientes já diagnosticados com glaucoma podem receber a orientação de usar colírios que irão ajudar a controlar a doença. Dentre os remédios para glaucoma mais utilizados estão:3

 

?     Agonistas adrenérgicos, para diminuir a produção de humor aquoso (líquido entre a córnea e a íris, que aumenta de volume quando se tem glaucoma);

?     Betabloqueadores, com o objetivo de reduzir a pressão intraocular;

?     Análogos das prostaglandinas, para aumentar a drenagem do humor aquoso;

?     Inibidores de anidrase carbônica, para inibir a secreção do humor aquoso;

?     Agonistas colinérgicos, para diminuir a resistência à passagem do humor aquoso.

 

Para que você tenha um tratamento cada vez mais eficiente, não use medicamentos sem receber a indicação do oftalmologista ou troque-os sem antes conversar com ele.

Aplicação correta de colírios conforme indicação médica

Quem já teve o diagnóstico do glaucoma e recebeu a orientação para aplicação de colírios, deve fazê-lo corretamente. A mesma regra é válida nos casos em que os remédios são passados com outros objetivos, como tratamento de conjuntivites, alergias e irritações. 3

 

Passo a passo para uma aplicação correta:

·         Estar com as mãos limpas e higienizadas;

·         Pingar somente a quantidade indicada na receita;

·         Cuidar para que o colírio caia direto nos olhos;

·         O medicamento não deve escorrer pela face;

·         Você não deve tocar a ponta da embalagem e nem a parte inferior dos olhos;

·         Se necessário, é indicado pedir ajuda para fazer a aplicação.

 

Outra dica importante é seguir à risca o período indicado pelo oftalmologista. Quando a receita indica que o colírio deve ser usado duas vezes ao dia por uma semana, é importante cumprir o que está escrito. Não ultrapasse essa quantidade e não aplique menos do que foi orientado. Seu oftalmologista sabe exatamente o que seus olhos precisam. 3, 4

 

Agora que você já sabe a relação dos colírios com o glaucoma e o motivo pelo qual não é indicado se automedicar, assista aos vídeos para saber mais sobre como ter mais saúde e bem-estar no seu dia a dia.

 

Material para todos os públicos.

XALA-2022-0098 - Junho/2022

 

Referências

1- da Silva Marcelo, Temporini Edméa, Neustein Isaac, Araújo Maria Emília. Conhecimentos sobre prevenção e tratamento de glaucoma entre pacientes de unidade hospitalar [Internet]. Scielo - Arquivos Brasileiros de Oftalmologia; 23 nov. 2004 [acesso em: 28 de abr. 2022]. Disponível em: https://www.scielo.br/j/abo/a/8HwMHDmQ6fcRGPFnzT7skcN/?lang=pt

 

2- de Espíndola Rodrigo, Schellini Silvana, Padovani Carlos Roberto. AUTOMEDICAÇÃO EM OFTALMOLOGIA [Internet]. Revista USP; 2008 [acesso em: 28 abr. 2022]. Disponível em: https://www.google.com/url?sa=t&source=web&rct=j&url=https://www.revistas.usp.br/rmrp/article/download/262/263/518&ved=2ahUKEwiQ2Zbl6v72AhUBjZUCHdhBDVAQFnoECBYQAQ&usg=AOvVaw2DIdZUoqNTEEdZjAudaP8t

 

3- Revista Veja Bem. Glaucoma: saiba como prevenir e tratar. Veja Bem [Internet]. 2019 [acesso em: 28 abr. 2022]; 1-39. Disponível em: http://cbo.com.br/novo/publicacoes/revista_vejabem_19.pdf

 

4- Sociedade Brasileira de Glaucoma. O Glaucoma. Boletim Informativo da Sociedade Brasileira de Glaucoma [Internet]. 1999 [cited 2022 Apr 28];(2):1-12. Available from: https://www.sbglaucoma.org.br/wp-content/uploads/2015/05/O-Glaucoma-02-1999.pdf